Energia solar ajuda a reduzir a taxa de condomínio em edifícios residenciais

IMAGEM-DESTACADA

A preocupação com a preservação do meio ambiente leva as construtoras a valorizar a sustentabilidade nos empreendimentos e traz benefícios também para os futuros moradores de novos edifícios residenciais. Um exemplo é a geração de energia fotovoltaica.

“Esse sistema possibilita termos eletricidade a partir de uma fonte inesgotável de energia, o sol, praticamente sem custo de produção e sem impacto ambiental. Ao mesmo tempo, o excesso de produção não consumido durante o dia é injetado no sistema de distribuição, o que diminui a fatura mensal de energia e impacta positivamente nos gastos do condomínio”, explica o engenheiro George Vandresen, gerente técnico da Dimas Construções.

A empresa, que neste mês faz o lançamento de novo empreendimento em Florianópolis, há alguns anos passou a incluir a geração de energia fotovoltaica nos projetos residenciais.

“Há uma preocupação global com a preservação da natureza e isso não pode ser ignorado por quem atua no ramo da construção civil”, diz Daniel Dimas, diretor da construtora.

Além da estrutura para geração de energia no próprio empreendimento, há nos projetos outras soluções que evitam o desperdício.

No D’Mys, edifício que começa a ser erguido ainda em 2020, três das áreas comuns, o espaço kids, a sala de jogos e a academia, estão equipadas com automação inteligente que apaga as luzes, desliga as tomadas e os aparelho de ar-condicionado do ambiente depois de tempo pré-estabelecido sem presença de pessoas. Toda a iluminação é feita com lâmpadas LED, mais eficientes e com maior durabilidade.

A preocupação com a sustentabilidade inclui outras iniciativas, como investimentos em estruturas de coleta e reuso de água da chuva na rega de jardins e limpeza de áreas comuns, oferta de área com carregadores para carros e bicicletas elétricos e central de resíduos com espaço para triagem de recicláveis.

Fonte: www.economiasc.com veja mais no site.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *